Resenha Crítica | Perdidos em Paris (2016)

Paris pieds nus, de Dominique Abel e Fiona Gordon

A defesa do politicamente incorreto direcionou a comédia para um campo em que não parece existir limites para o exercício de uma piada. A defesa contra a censura assim isenta da responsabilidade aquele que não mede das consequências de sua bagagem cômica, um fenômeno comum não somente nos stand-ups, como também no próprio cinema.

Casal com longa tradição em espetáculos, Dominique Abel e Fiona Gordon chegam ao quarto longa-metragem juntos ainda correspondendo ao ideal de um Jacques Tati, em que o humor é uma junção de aspectos visuais e a palavra é secundária. O que não significa que “Perdidos em Paris” também não tenha a sua malícia, um dos vários elementos que tornam a obra de Abel e Gordon única.

Aqui, há um toque especial com a presença da lendária Emmanuelle Riva, lamentavelmente falecida em janeiro deste ano. Como Martha, uma idosa que se vê perseguida para abandonar o seu apartamento e viver em uma casa de repouso, ela é a razão para o encontro a princípio desastroso entre Dom e Fiona.

Sobrinha de Martha, Fiona vive na região mais gélida do Canadá e parte para Paris justamente para livrá-la do destino e obter a sua guarda. Desorientada como uma verdadeira turista, cruza o seu caminho com o de Dom, um morador de rua que se apropria da bagagem perdida de Fiona para depois tentar compensá-la na busca por sua tia.

A partir de planos simetricamente perfeitos, Dominique e Fiona, pela primeira vez sem trabalhar em parceria com Bruno Romy, narram essa história de encontros e desencontros em um dos mais belos cartões-postais do mundo com gags visuais e cores vivas que deixam “Perdidos em Paris” em um estado permanente de vibração. Mas o melhor é a inocência que contagia a todos, dessas que extrai do público mais maduro aquele estado de graça tão característico em crianças.

Data:
Filme:
Perdidos em Paris
Avaliação:
41star1star1star1stargray
Sobre Alex Gonçalves
Editor do Cine Resenhas desde 2007, Alex Gonçalves é estudante de Jornalismo e viciado em música, fotografia, leitura e escrita. Mais informações na página "Sobre".

2 Comentários em Resenha Crítica | Perdidos em Paris (2016)

Comente

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: