ENTRETODOS 10 – Festival de Curtas de Direitos Humanos (de 20 a 25/11)

Em 2006, o Entretodos – Festival de Curtas-Metragens de Direitos Humanos surgiu com o objetivo de debater questões de relevância social a partir da exibição de breves histórias cinematográficas oportunas justamente na exploração da vida como ela é, seja em registros ficcionais ou documentais. Agora em sua 10ª edição, o Entretodos prossegue em evolução, batendo recorde no número de inscritos e obtendo novos pontos de exibição.

Do dia 20 ao dia 25 de novembro, o Entretodos exibirá um recorte que foi possível estabelecer dentro de quase 500 longas submetidos. Estabelecido os selecionados, os curadores Antonia Regina Moura e Jorge Grinspum os apresentam com o batismo de “Diferentes, Desiguais”, tema que inclusive será discutido em uma mesa de abertura agendada para o dia 21, às 18h30, no Centro Cultural São Paulo. Para ela, serão convidados a escritora Beatriz Bracher, o jornalista e escritor Ivan Marsiglia, o líder do movimento Palestina para Tod@s e dono do restaurante Al Janiah Hasan Zarif e a educadora e diretora de escola e primeira trans a ocupar um cargo público no estado de São Paulo Paula Beatriz.

“Era Uma Vez Agora”, de Rafaella Costa

Seleção principal do festival, a Mostra Competitiva contará com 25 filmes nacionais e internacionais e destacará o melhor com um prêmio em dinheiro de 24 mil reais. Além dele, há a Mostra Infantil, que não tem caráter competitivo, e a Mostra Online, que poderá ser prestigiada e avaliada através do site do Entretodos.

Nesta edição, o Entretodos contará com os seguintes pontos de exibições: Aldeia Guarani Tenondê Porã, Auditório da Secretaria Municipal de Direitos Humanos, Centro de Acolhida Casa São Lázaro, Centro de Detenção Provisória II – Pinheiros, Emei Gabriel Prestes, Fundação Gol de Letra, Fundação Tide Setubal, além das 18 salas do Circuito Spcine. Também em São Paulo, acontecerá a Mostra Itinerante – nela, a carroça com quatro aparelhos televisivos do catador de recicláveis Rodrigo Lucena servirá de local de exibição, ficando situada no entorno do Theatro Municipal.

Outro atrativo é que o público situado fora do estado de São Paulo também poderá prestigiar o festival em unidades do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFSP) das cidades de Araraquara, Barretos, Boituva, Bragança Paulista, Catanduva, Jacareí, Guarulhos, Jundiaí, Matão, São João da Boa Vista e Votuporanga, além da Universidade Federal do ABC, a Secretaria Municipal de Cultura de Uberlândia, em Minas Gerais, e a Universidade Federal do Rio Grande do Norte, em Natal.

“Vidas Cinzas”, de Leonardo Martinelli

A lista de filmes selecionados pode ser consultada a seguir. Para conferir a programação na íntegra, bem como maiores detalhes sobre cada um dos títulos, basta clicar aqui.

.

MOSTRA COMPETITIVA

Reduto
Sog, Jonatan Schwenk, 10’, Alemanha, 2017
Latossolo, Michel Silva dos Santos, 18’, Brasil, 2017
Vidas Cinzas, Leonardo Martinelli, 15’, Brasil, 2017
Bandeira, Thiago “Zé” Ferreira, 22’, Brasil, 2016
Chão de Giz, Anália Alencar, 8’, Brasil, 2017
Era Uma Vez Agora, Rafaella Costa, 5’, Brasil,2017

Ruptura
Casca de Baobá, Mariana Luiza, 12’, Brasil, 2017
Universo Preto Paralelo, Rubens Passaro, 12’, Brasil, 2017
Torre, Nádia Mangolini, 18’, Brasil, 2017
O olho do cão, Samuel Lobo, 20’, Brasil, 2017
Love, Sophie Chamoux, 6’, França, 2016

Fábula
Depois que te vi, Vinícius Saramago, 16’, Brasil, 2016
O Chá do General, Bob Yang (Yang Kuan Mei), 22’, Brasil, 2016
Orquestra Invisível Let’s Dance, Alice Riff, 19’, Brasil, 2016
A retirada para um coração bruto, Marco Antônio Pereira, 15’, Brasil, 2017

Rastro
Luiza, Caio Baú, 15’, Brasil, 2016
Bellanca, Víctor Nores, 17’, Espanha, 2016
Il Silenzio, Ali Asgari e Farnoosh Samadi, 15’, Itália/França, 2016
Deda/Mother, Rati Tsiteladze, 10’, Geórgia, 2016
112 – Pizza, Elefterios Zacharopoulos, 7’, Bélgica/França, 2016
Tentei, Laís Melo, 15’, Brasil, 2017

Olhar
Censurado, Pedro Henrique Xavier Buson, 9’, Brasil, 2017
Pele de Monstro, Barbara Maria do Carmo Silva, 20’, Brasil, 2016
Positive Youtubers – A Machinima, Leandro Goddinho, 15’, Brasil/Alemanha, 2017
Maria, Elen Linth Marques Dantas, 17’, Brasil, 2017
Entre os Ombros, Carolina Castilho, 19’, Brasil,2016

.

MOSTRA INFANTIL (não competitiva)

Próxima, Luiza Campos, 15′, Brasil, 2017
As Aventuras do Chauá, Alunos da Escola Municipal Santo Antônio do Norte e Rosaria, 4′, Brasil, 2016
No Caminho da Escola, Alunos do Projeto Animação, 9′, Brasil, 2017
Os Segredos do Rio Grande, Analúcia Godoi, 6′, Brasil, 2017
The box, Merve Cirisoglu Cotur, 7′, Reino Unido, 2016
O último índio, Maria Teresa Murer, 12′, Brasil, 2017
Retweet, Cristina Vilches Estella, 1′, Espanha, 2017
Jano, Mario Varela, 12′, Argentina, 2016
El Niño y la Noche, Claudia Ruiz, 14′, Argentina, 2017

.

MOSTRA ONLINE – De 14 a 24/11

Filhos da Lua na Terra do Sol, Danielle Bertolini, 15’, Brasil, 2016
Ferroada, Adriana Barbosa, 25’, Brasil, 2016
Manifesto Porongos, Thiago Köche, 16’, Brasil, 2016
O Arco do Medo, Juan Rodrigues, 9’, Brasil, 2017
Pontos de Vista, Isa Meneghini, 15’, Brasil, 2017
N.O.S.U.G.A.R., Eirini Polydorou, 13’, Grécia, 2017

.

Serviço:

ENTRETODOS 10 – Festival de curtas de Direitos Humanos

Quando: 20 a 25 de novembro
Onde: pontos de exibição nas 5 regiões da cidade de São Paulo, interior de São Paulo e outros dois estados.
Entrada Gratuita
Mais informações: www.entretodos.com.br

Sobre Alex Gonçalves
Editor do Cine Resenhas desde 2007, Alex Gonçalves é estudante de Jornalismo e viciado em música, fotografia, leitura e escrita. Mais informações na página "Sobre".

Be the first to comment

Comente

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: