Resenha Crítica | Por Trás das Câmeras (2006)

Christopher Guest, que é marido de Jamie Lee Curtis, faz da comédia “Por Trás das Câmeras” um filme praticamente exclusivo para os cinéfilos, tão interessados em saber como se desdobra a rotina de toda uma produção de longa-metragem. Com isto Guest, mais famoso por sua colaboração como roteirista e intérprete de “Isto é Spinal Tap” (considerado um dos melhores filmes de Rob Reiner), aproveita para desglamourizar a indústria hollywoodiana, onde os profissionais possuem um sonho para elevar o status, mas que acabam sendo beneficiados com a decepção ou mesmo ridicularização.

“Por Trás das Câmeras” se desenvolve a partir da produção de um drama independente chamado “Home for Purim”, sobre uma família que comemora a data-título (um feriado judeu) onde alguns dos membros se destacam a matriarca doente(Catherine O’Hara) e a jovem filha (Parker Posey) que está prestes a assumir um relacionamento lésbico. O que era um filme pequeno que contava com uma equipe em grande decadência acaba, no entanto, se relevando um produto com chances de indicações ao Oscar. Daí entra o título original, “For Your Consideration”, frase que estampa aqueles anúncios de realizações cinematográficas apontadas por grandes veículos como possibilidades de conseguirem vagas entre os indicados ao prêmios da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. Isso faz com que a produção fique mais agitada, alterando até mesmo o título para “Home For Thanksgiving”

Esta encenação que Guest comanda abre espaço para um filme mais verborrágico e que prima muito menos por ações tragicômicas entre personagens. E mesmo que essa base se sustente até o final o roteiro, escrito por Guest e por Eugene Levy (que também está no filme), se torna por demais confuso diante dos muitos personagens que entram e saem de cena e dos departamentos destacados tanto por dentro quanto por fora dos bastidores. Mas é uma comédia original, bem filmada e interpretada, que confere o seu grande ápice com a tensão e ansiosidade presente em uma sequência onde as personagens de Parker e Catherine, excelentes, estão em frente à tevê com a esperança de ouvirem os seus nomes mencionados na categoria de melhor atriz e o que acontece com suas carreiras e vidas diante do reconhecimento – ou a falta dele.

Título Original: For Your Consideration
Ano de Produção: 2006
Direção: Christopher Guest
Elenco: Catherine O’Hara, Christopher Moynihan, Parker Posey, Harry Shearer, Eugene Levy, Christopher Guest, John Michael Higgins, Jennifer Coolidge, John Krasinski, Michael Hitchcock, Sandra Oh, Richard Kind, Bob Balaban, Fred Willard, Jane Lynch, Mary McCormack, Craig Bierko e Claire Forlani

Sobre Alex Gonçalves
Editor do Cine Resenhas desde 2007, Alex Gonçalves é estudante de Jornalismo e viciado em música, fotografia, leitura e escrita. Mais informações na página "Sobre".

7 Comentários em Resenha Crítica | Por Trás das Câmeras (2006)

  1. O Christopher Guest é um diretor especialista neste tipo de mockumentaries. Eu adorei “Por Trás das Câmeras”. A maneira como ele faz a crítica à Hollywood interessada em prêmios. A Catherine O’Hara está SENSACIONAL aqui! Digna de prêmios, olha a ironia! rsrsrsrsrs

  2. Concordo com você. É bem um filme de erros e acertos. Até o elenco se divide entre o brilhante (O’Hara e Posey) e o tolo. Acho que tem boas sacadas, mas tem excessos também. No geral, consegue divertir apesar dos tropeços. O filme me conquistou especialmente pela acidez e por Catherine, que está genial.

    Nota 7.0

  3. Kamila, do Christopher Guest eu só entendo bem mesmo é da sua mulher, pois este foi o primeiro filme que vi dele, rs. E bota ironia nisso, Kamila. Mas a Catherine O’Hara de fato merecia ao menos uma indicação ao Globo de Ouro pela sua grande interpretação.

    Wally, não acho que o filme chegue a esse extremo de grandes erros e grandes acertos. O problema mesmo que tive, e que pesou bastante no fim das contas, é o excesso de personagens. Confesso que fiquei perdido em acompanhar o texto do filme em certos momentos por conta disso.

    Brenno, com toda a certeza!

  4. Na época do lançamento, estava com muita expectativa para uma indicação ao Oscar para a Catherine O’Hara, pena que não rolou. Acho que ela é o aspecto mais forte desse filme que não é tão bom quanto os demais do Christopher Guest.

  5. Olá, Alex! Tudo bem?

    Fico feliz que curtiu o filme. È um filme com erros e acertos, mas diverte bem como uma sátira as grandes premiações, o que acabou me conquistando. Sempre disponha, ok?

    Beijos! ;)

  6. Vinícius, quais foram os outros do Guest que você já assistiu? Preciso procurar por eles…

    Mayara, exatamente! Obrigado pela recomendação. Se estiver com outro bom longa para me sugerir o faça quando publicar o próximo fechamento, tudo bem? Beijos!

Comente

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: