Skip to content

O Fim de Semana

O Fim de Semana | Das Wochenende

37ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo

Engraçado como na Mostra Internacional de Cinema em São Paulo podemos nos deparar com filmes que apresentam temáticas parecidas com aquelas que pertencem a filmes do circuito comercial. Guardada as devidas proporções, a produção alemã “O Fim de Semana” lembra bastante “Sem Proteção“, mais recente investida do americano Robert Redford por trás das câmeras.

A premissa? Jens Kessler (Sebastian Koch, de “A Espiã“) acaba de sair da prisão após dezoito anos de cárcere. Ele é aguardado pela sua irmã Tina (Barbara Auer, que é parecida com a atriz americana Jeanne Tripplehorn), a única pessoa com quem acredita que preservará alguma conexão após tanto tempo afastado. No entanto, descobre-se que há outras pessoas que não foram capazes de apagar Jens de suas vidas, como seu amor do passado Inga (Katja Riemann), atualmente casada com Ulrich (Tobias Moretti).

Para recepcioná-lo, Tina, Inga, Ulrich e o amigo Henner (Sylvester Groth) organizam uma pequena festa em uma casa afastada da cidade. No entanto, as coisas não fluem muito bem, especialmente pelo fato dos dois filhos de Inga, Doro (Elisa Schlott) e Gregor (Robert Gwisdek) também estarem presentes, o que incita questões delicadas sobre as decisões de Jens e como ele tocará sua vida daqui em diante.

As similaridades com “Sem Proteção” iniciam quando desvendamos que o protagonista é acusado de terrorismo. Troque o Weather Underground pela Fração do Exército Vermelho na Alemanha (o RAF, Rote Armee Fraktion) e teremos dois filmes que lidam com dilemas parecidos. Deveria Jens permanecer com a máscara de herói anarquista ou a prisão foi suficiente para ele ter uma perspectiva diferente das ações que liderou? A liberdade surge como uma oportunidade de continuar defendendo seus ideais de outrora ou para reatar os laços familiares?

Em seu sexto longa-metragem, a diretora Nina Grosse faz muito pouco do material originado pelo romance de Bernhard Schlink (cujo trabalho já rendeu para cinema os filmes “O Leitor” e “O Amante”). Seu interesse reside somente em investigar as conturbadas reações dos personagens diante de Jens – exageradas, se avaliamos que o espaço de um fim de semana é insuficiente para a exposição de tantas feridas. Quase nada diante das operações de um grupo que, durante três gerações, vitimou dezenas de pessoas e deixou a Alemanha Ocidental na corda bamba.

Das Wochenende, 2012 | Dirigido por Nina Grosse| Roteiro de Nina Grosse, baseado no romane homônimo de Bernhard Schlink | Elenco: Sebastian Koch, Katja Riemann, Sylvester Groth, Tobias Moretti, Elisa Schlott, Barbara Auer, Robert Gwisdek e David Bredin| Perspectiva Internacional

Be First to Comment

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: