Skip to content

Resenha Crítica | O Presente (2015)

O Presente (The Gift)

The Gift, de Joel Edgerton 

Embora o australiano Joel Edgerton tenha começado a carreira como ator aos 21 anos, foi somente em 2010 que conseguiu ser catapultado para a fama ao participar do elogiado “Reino Animal“. Desde então, o seu percurso tem sido imprevisível, com estratégias profissionais que rendem filmes extremamente distintos entre si. Ainda mais inesperada é a sua estreia na direção de um longa-metragem em “O Presente”, suspense produzido com o orçamento de 5 milhões de dólares e com rendimento 12 vezes superior.

É o seu grande momento, pois Edgerton nunca se mostrou tão bom ator quanto agora sob a sua própria batuta. Ele é Gordo, um sujeito que reaparece na vida de Simon (Jason Bateman) a partir do momento em que é abordado por ele enquanto faz compras com a sua esposa, Robyn (Rebecca Hall). Cordial e sempre com algum presente em mãos, Gordo passa a ter as suas aparições constantes na propriedade do casal questionadas, especialmente quando Robyn não está acompanhada por Simon.

O propósito de Gordo passa a ficar mais claro quando é explicitado para Robyn o passado obscuro dele com Simon como colegas no colégio. No entanto, antes desse segredo ser revelado, alguns acontecimentos sinistros embaraçam a sua reputação. O desaparecimento do cachorro do casal, a morte dos peixes que Gordo presenteou Robyn e a sensação de que a casa está sendo vigiada são alguns deles.

O plot sobre traumas infantis é constantemente reciclado no thriller, principalmente no processo de preencher com motivações um protagonista soturno. Também roteirista, Joel Edgerton consegue adotar uma mudança de abordagem com o viés mais adulto, aproximando “O Presente” a um drama psicológico. Outro acerto foi confiar à Rebecca Hall a missão de guiar o espectador por pelo menos dois atos da narrativa, trazendo com a sua personagem as inseguranças sobre quem realmente é não apenas Gordo, mas também Simon. O filme só carece de uma parte final mais bem estruturada, o que poderia ter colaborado para potencializar as revelações polêmicas.

One Comment

  1. Andressa Monte Andressa Monte

    Estou louca atrás de uma resenha deste filme que me faça entendê-lo. Confesso que o final me deixou confusa. Se Robyn sabia o que Simon tinha feito a Gordon, porque ele o ameaçou dizendo que ele contaria a verdade a ela caso Simon não o fizesse?

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

%d blogueiros gostam disto: