Resenha Crítica | Cidades Fantasmas + Quem é Primavera das Neves (2017)

Cidades Fantasmas, de Tyrell Spencer
Quem é Primavera das Neves, de Ana Luiza Azevedo e Jorge Furtado

Exibidos no É Tudo Verdade deste ano, “Cidades Fantasmas” (que desse festival saiu com o prêmio de Melhor Documentário Nacional) e “Quem é Primavera das Neves” são produções da Casa de Cinema de Porto Alegre, que os lança agora no circuito comercial a partir de uma estratégia pouco corriqueira. Em uma mesma sala de cinema, ambos são exibidos em sessões intercaladas. A produtora Nora Goulart aponta que a razão é a proximidade entre os documentários, trazendo temas como “memória, resgate e esquecimento”.

Tyrell Spencer investiga em “Cidades Fantasmas” quatro pontos da América Latina devastados por desastres naturais, com propriedades que abrigavam muitas famílias depois transformadas em ruínas. De histórias para contar, restaram somente os locais, compartilhando para a câmera o que ali viveram quando mais jovens e a desolação ao perderem tudo.

Um aspecto citado pelos entrevistados já próximo ao fim de “Cidades Fantasmas” é o descaso de autoridades políticas com a tragédia, sendo as responsáveis pelo que hoje se resume a um imenso cenário cinza e deserto. É um dos vários dados que poderiam enfatizar certa denúncia do documentário, mas Spencer, com o suporte do diretor de fotografia Glauco Firpo, parece mais interessado em extrair uma beleza fria dentro das inúmeras tomadas de paisagens mortas. Já está nos planos do Canal Brasil exibir “Cidades Fantasmas” com o material extra captado como uma série documental. Talvez funcione melhor no novo formato.

Quanto a “Quem é Primavera das Neves”, o problema diz mais respeito a uma falta de vibração. Aqui, Jorge Furtado, em parceria com Ana Luiza Azevedo na direção, dá formas há algo que tomou uma proporção que não esperava. Publicado em março de 2010 em seu blogue pessoal, o artigo “Quem é Primavera das Neves?” o fez receber respostas aproximadamente três anos depois sobre a tradutora da edição que tem em seu acervo de “Alice no País das Maravilhas” e “Alice Através do Espelho”.

Trata-se inclusive do fato que dá o pontapé inicial ao seu documentário, em que aos poucos vai revelando uma figura real marcada por fugas de ditaduras e uma paixão pela literatura que inclusive a incentivou a escrever poesias, estas lidas pela atriz Mariana Lima. Diretor e roteirista de projetos por vezes cômicos cheios de frescor, Jorge Furtado parece atravessar ultimamente uma fase mais introspectiva, agora se interessando por histórias mais densas (como na ficção “Real Beleza”) ou com traços políticos bem evidentes, retomada com “O Mercado de Notícias” e continuada em “Quem é Primavera das Neves”. Descobriu uma mulher com uma história de vida rica, decifrada em um registro pouco cinematográfico.

Data:
Filme:
Cidades Fantasmas + Quem é Primavera das Neves
Avaliação:
21star1stargraygraygray
Sobre Alex Gonçalves
Editor do Cine Resenhas desde 2007, Alex Gonçalves é estudante de Jornalismo e viciado em música, fotografia, leitura e escrita. Mais informações na página "Sobre".

Be the first to comment

Comente

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: